terça-feira, 14 de maio de 2013

Ministério do Trabalho e Emprego disponibiliza para consulta pública o Anexo III da NR-16, que regulamenta a Lei n° 12.740, de 8 de Dezembro de 2012.


É possível encaminhar sugestões para a regulamentação da norma até o dia 17 de Junho de 2013 por carta ou e-mail. 



MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO
SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO
DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

Trata-se de proposta de texto para criação do Anexo III da Norma Regulamentadora n.º 16 (Atividades e Operações Perigosas) disponibilizada em Consulta Pública pela Portaria SIT n.º 367, de 18 de abril de 2013 para coleta de sugestões da sociedade, em conformidade com a Portaria MTE n.º 1.127, de 02 de outubro de 2003.

As sugestões podem ser encaminhadas ao Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho - DSST, até o dia 17 de junho de 2013, das seguintes formas:

a)      via e-mail:

b)      via correio:
MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO
Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho
Coordenação-Geral de Normatização e Programas
Esplanada dos Ministérios - Bloco “F” - Anexo “B” - 1º Andar - Sala 107 - CEP 70059-900 - Brasília - DF



ANEXO III da NR-16
(Proposta de Texto)

ATIVIDADES E OPERAÇÕES PERIGOSAS COM EXPOSIÇÃO PERMANENTE A ROUBOS OU OUTRAS ESPÉCIES DE VIOLÊNCIA FÍSICA

1 - As atividades ou operações que impliquem em exposição dos profissionais de segurança patrimonial ou pessoal a risco acentuado e permanente a roubos ou outras espécies de violência física são consideradas perigosas.

2 - São considerados profissionais de segurança pessoal ou patrimonial os trabalhadores que atendam as seguintes condições:

a) capacitados pelos cursos de formação específica, extensão ou reciclagem, dentro do prazo de validade;

b) empregados das empresas prestadoras de atividades de segurança privada ou das empresas que possuem serviço orgânico de segurança privada, devidamente registradas e autorizadas pelo Ministério da Justiça, conforme regulamentação vigente;

c) aprovados em exames de saúde e de aptidão psicológica.

3 - As atividades ou operações de risco acentuado e permanente a roubos ou outras espécies de violência física são as constantes do quadro abaixo:

ATIVIDADES OU OPERAÇÕES
DESCRIÇÃO
Vigilância patrimonial
Preservação do patrimônio em estabelecimentos públicos ou privados e a incolumidade física de pessoas.
Segurança de eventos
Manutenção da ordem e da segurança em espaços comunais públicos ou privados, de uso comum do povo.
Segurança nos transportes coletivos
Segurança nos transportes coletivos terrestres destinada a manutenção da ordem.
Segurança de estabelecimentos prisionais
Gestão e operação interna de segurança de estabelecimentos prisionais.
Segurança ambiental e florestal
Policiamento da conservação de fauna e flora natural.
Transporte de valores
Execução do transporte de bens ou valores.
Escolta armada
Acompanhamento para a proteção de qualquer tipo de carga, de valores ou de pessoas.
Segurança pessoal
Guarda e preservação da integridade física de pessoas ou grupos.

4 - Não são consideradas atividades e operações perigosas para efeito do recebimento do adicional de periculosidade:

a) as atividades de ensino, exercidas com a finalidade de formar, qualificar, capacitar, especializar ou reciclar os profissionais de segurança patrimonial ou pessoal, realizadas em empresa ou escola de formação na área;

b) as atividades de gestão dos profissionais de segurança patrimonial ou pessoal, quando não expostos às condições perigosas;

c) as operações de telecontrole ou outros sistemas de monitoramento eletrônico de segurança, quando não expostos a condições perigosas e/ou quando não procedam revistas pessoais.


7 comentários:

  1. vamos esperar que esta regulamentação não demore como a lei 12.740.
    mas é isso ai sou guerreiro e não desisto, será que ainda vou estar na ativa quando quando começarem a pagar estes 30%?

    ResponderExcluir
  2. Sou Vigilante e me envergonho da profissão.Os patrões acham que ganharam,que são espertos...os vigilantes(são paulo)vão trabalhar com lei própria...A lei da COMPENSAÇÂO.Lixo por lixo.

    ResponderExcluir
  3. segundo o ministro do trabalho essa regulamentação sai ate julho de 2013 !! vamos esperar né

    ResponderExcluir
  4. LAMENTÁVEL QUE PARA UM AUMENTO MAIS QUE JUSTO FICAR FAZENDO ESSA PALHAÇADA TODA,SINCERAMENTE MEU PAIS MUITAS DAS VEZES COMO ESSA ME DAR NOJO..

    ResponderExcluir
  5. ISSO E UMA VERGONHA... O MAIS ENGRACADO E QUE AS EMPRESAS JA REPASARAM 30% PARA CLINTES. PORQUE NAO PAGAM PRA NOS. SOU VIGILANTE EM BAURU-SP E UMA VERGONHA OQUE ESTAMOS GANHADO TEM QUE PAGAR OS 30% LOGO SENAO AI FICAR ATE QUANDO ESSA PALHACADA... O NOSSO SINDICATO E UMA MERDA NAO PRESTA NEM PARA BRIGAR POR QUEM PAGA ELES EU JA ESTOU ME DESLIGANDO DO SINDICATO DE BAURU .

    ResponderExcluir
  6. Como já esta ocorrendo muitas manifestações, seria boa ideia a classe reunir pra protestar também, seria o primeiro a levantar o cartaz e colocar um nariz de palhaço!

    ResponderExcluir
  7. Porque, eles não vão perguntar as viúvas dos vigilantes? Elas sim, terão uma resposta à altura, pois são elas, e os filhos do vigilantes, que passam fome, porque o pai morreu pra defender uma vida que não era nada dele, e porque o poder público falhou.

    ResponderExcluir